Laboratório Audiovisual

Coordenação

Luciana Alvarenga

Casa de Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz

Doutora em Artes Visuais (2011) pela Escola de Belas Artes da UFRJ – Bolsista Nota 10 FAPERJ. Mestre em Ciência Ambiental (2002) pela UFF – Bolsista FAPERJ. Bióloga pela UFES (2000). Servidora pública da FIOCRUZ desde 2011, produz conteúdos de divulgação científica e de educação ambiental e coordena a cooperação institucional FIOCRUZ-COC | EBC-TV BRASIL | ICMBio, que tem como objetivo o desenvolvimento de documentários sobre história natural, biologia da conservação, biodiversidade, serviços ecossistêmicos, sustentabilidade, história da ciência, e, saúde e meio ambiente. Professora de ensino superior da Universidade do Estado de Santa Catarina em Educação para a Sustentabilidade no Centro de Educação a Distância (2010 a 2011). Pesquisadora da ENSP/FIOCRUZ  (2003 a 2008).  Professora e pesquisadora de ensino superior da Faculdade de Saúde e Meio Ambiente (2003 – 2010).

Colaboradores

Alda Heizer

Graduada em História (PUC/RJ); Mestre em Educação (PUC/RJ); Doutora em Geociências (UNICAMP). É professora e orienta no PPGP/ Biodiversidade em Unidades de Conservação /ENBT /JBRJ e no PPGPAT/COC/FIOCRUZ. É pesquisadora colaboradora do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico /JBRJ e desenvolve pesquisas sobre expedições, coleções, museus e jardins botânicos.

André Felipe Cândido da Silva

Casa de Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz

Graduação em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) (2008) e em Ciências Biológicas – Microbiologia e Imunologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (2003). Mestrado e doutorado em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz/ FIOCRUZ. Fez estágio de pós-doutorado no Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Pesquisador da Casa de Oswaldo Cruz – FIOCRUZ e professor do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Tem experiência na área de História, com ênfase em história das ciências e história da medicina e da saúde pública, atuando principalmente nos seguintes temas: trajetórias de personagens e instituições científicas, história da medicina, das doenças e da saúde pública, relações científicas transnacionais, relações Brasil-Alemanha, história da medicina tropical e da pesquisa agrícola, história da Amazônia, ecologia e desenvolvimentismo.

Arthur Weiss da Silva Lima

Instituto de Biologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Biólogo do Departamento de Biologia Marinha – IB/UFRJ, no Laboratório de Fitoplâncton, trabalhando com diversidade, ecofisiologia e genômica de microalgas marinhas da costa brasileira. Possui doutorado em Biodiversidade e Biologia Evolutiva pela UFRJ (2016), com estagio sanduiche no laboratorio de Ecologia Microbiana do MIT (2015). Mestre em Modelagem Computacional pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (2009) e bacharel em Ciências Biológicas/Ecologia pela UFRJ (2005). Tem experiência na área de Ecologia, Bioinformatica e Bioestatística, atuando principalmente nos seguintes temas: Ecologia Evolutiva, Modelagem Ecológica e Análises transcriptomicas.

Carlos Sanches

Empresa Brasil de Comunicação

Diretor cinematográfico, roteirista, produtor, cinegrafista e pesquisador de cinema, vídeo e TV. Bacharel em Comunicação Social/Cinema pela Universidade Federal Fluminense (2004). Especialista em documentários socioambientais e de natureza. Empregado público concursado da Empresa Brasil de Comunicação – EBC, onde exerce a função de produtor executivo, diretor e roteirista da série de TV Parques do Brasil, realizada através de uma parceria entre a EBC, a Casa de Oswaldo Cruz/FIOCRUZ e o ICMBio. Analista de conteúdo de séries de TV como Expedições, Brasil Visto do Céu, entre outras. Diretor de programas e produtor de séries de TV do Canal Saúde da Fundação Oswaldo Cruz entre 1997 e 2006.

Jorge Luiz do Nascimento

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)

Analista Ambiental do ICMBio desde 2007. É Bacharel em Ciências e Letras pelo Colégio Pedro II, Licenciado em Biologia pelo IB/UFRJ e mestre em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ. Atua como colaborador no Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Territorial da UERJ, no Programa de Pós Graduação Profissional Biodiversidade em Unidades de Conservação do JBRJ, contribuindo em disciplinas, orientando e coorientando estudantes. Atua em parcerias de projetos com grupos de pesquisa e ensino de diversos grupos e instituições tais quais: UFRJ, UFSCar, FIOCRUZ, UFF, CPRJ, UERJ, JBRJ, UNIFESO, Comitê de Bacia Hidrográfica do Piabanha, Comitê de Bacia Hidrográfica da Baía de Guanabara, Unidades de Conservação (Federais, Estaduais, Municipais) do Mosaico da Mata Atlântica Central Fluminense de áreas protegidas. Atualmente coordena e apoia análises, ações e projetos no Centro de Referência em Biodiversidade da Serra dos Órgãos (localizado no PARNASO, ICMBio) de apoio a conservação da natureza no NGI ICMBio Teresópolis.

Lorelai Brilhante Kury

Departamento de Pesquisa - Casa Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz

Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1986), mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense (1990) e doutorado em Histoire Et Civilisations – Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales (1995). Atualmente é professora do PPGHCS da Casa de Oswaldo Cruz e do Departamento de História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É pesquisadora titular da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da Cultura Científica nos Séculos XVIII e XIX, atuando principalmente nos seguintes temas: viajantes, história natural, história da ciência no brasil, viagens científicas e iluminismo.

Magali Romero Sá

Casa de Oswaldo Cruz - Fundação Oswaldo Cruz

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2. Mestre em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Ph.D. em History and Philosophy of Science – University of Durham, Inglaterra. É pesquisadora titular da Fundação Oswaldo Cruz. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, nível 2. Bolsista do Programa Cientista do Nosso Estado, da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) 2013-2016. Membro do Conselho Editorial da Medical History. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, COC/Fiocruz (2011-2013). Tem experiência na área de História da Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: história da medicina tropical; relações científicas internacionais; viagens e coleções científicas séculos XIX e XX; meio ambiente e saúde. Vice-Diretora de Pesquisa, Educação e Divulgação Científica da Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz (2013 – 2017 ). Vice-Diretora de Pesquisa e Educação da Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz (2017- ).

Marcelo Lopes Rheingantz

Laboratório de Ecologia e Conservação de Populações - Instituto de Biologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Ciências Biológicas (2003), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) (2006) e doutorado em Ciências Biológicas (Ecologia) (2013), todos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenador continental da América do Sul e representante da espécie Lontra longicaudis pelo IUCN SSC Otter Specialist Group. Atua como biólogo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no laboratório de Ecologia e Conservação de Populações. Tem experiência na área de Ecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Ecologia de Populações, Biologia da Conservação, Área de Vida, Uso de Hábitat, Ecologia Alimentar.

Márcia Muchagata

Doutora em Estudos do Desenvolvimento pela University of East Anglia, com mestrado em Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento pela mesma universidade. Engenheira Agrônoma (ESALQ/USP), desde 2004 é membro da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, ligada ao Ministério da Economia, tendo realizado atividades de gestão, formulação e avaliação de políticas públicas nos Ministérios do Desenvolvimento Agrário, da Cultura, do Meio Ambiente e no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Atualmente é membro do Colaboratório de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Fiocruz em Brasília. Principais temas de trabalho estão relacionados a políticas públicas, combate à pobreza e proteção social, conservação do meio ambiente e comunicação para o desenvolvimento sustentável.

Maron Galliez

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Campus Rio de Janeiro

Professor do Instituto Federal do Rio de Janeiro. Atuo principalmente nas áreas de Ecologia e Biologia da Conservação, com foco em populações de mamíferos. Biólogo licenciado (em 2004) e doutor em Ecologia (em 2012) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizei Pós-doutorado no Departamento de Ecologia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, entre outubro de 2012 e março de 2013. No momento desenvolvo, entre outros, o projeto Refauna: rede de reintrodução de fauna e restabelecimento de interações ecológicas na Mata Atlântica com o objetivo final de restabelecer populações viáveis de mamíferos de médio e grande porte em unidades de conservação no estado do Rio de Janeiro.

Paulo Salomon

Instituto de Biologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Cientista do Nosso Estado FAPERJ. Oceanólogo pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG-1996), mestre em Oceanografia Biológica (FURG-1999), e doutor em Ecologia Aquática (Kalmar University-2004). Atuou como Professor Associado na Linnaeus University (2007-2010) e como pesquisador sênior na Universidade de Las Palmas de Gran Canária (2010-2011). Desde 2011 atua como docente e pesquisador na UFRJ, sendo Professor Associado no Departamento de Biologia Marinha e responsável pelo Laboratório de Fitoplâncton Marinho. Atua nas áreas de Oceanografia Biológica, com ênfase na ecologia, fisiologia e diversidade de microalgas marinhas. É pesquisador colaborador do Laboratório de Sistemas Avançados de Gestão da Produção (SAGE/COOPE) em projetos de biotecnologia marinha e estudos de impactos em ambientes marinhos e dulcícolas. Atua nas áreas de oceanografia biológica, ecologia aquática, com foco em ecologia, diversidade genética e fisiologia microorganismos fotossintetizantes. Tem experiência no uso de sistemas automatizados de análise da microbiota aquática, como citometria de fluxo e imageamento dinâmico em fluxo. É credenciado nos Programas de Pós-Graduação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva, Ecologia e Genética, do IB/UFRJ. Ministra disciplinas de Biologia Marinha Básica, Fitoplâncton Marinho e Estrutura e Funcionamento dos Oceanos para graduação e Ecologia Aquática e Diversidade, Ecologia e Biotecnologia de Microalgas para pós-graduação.

Rodrigo Leão de Moura

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1C. Graduado em Ciências Biológicas, possui mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo (1998, 2003). Professor do Instituto de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, pesquisador associado ao SAGE/COPPE (Núcleo Rogerio Valle de Produção Sustentável) e membro do Núcleo Permanente do PPG em Ecologia. É bolsista de produtividade 1D do CNPq e foi contemplado como Jovem Cientista do Estado pela FAPERJ. Atua em projetos de extensão e pesquisa aplicada à gestão dos recursos marinhos abrangendo Conservação e Manejo, Ecologia de Comunidades e Avaliação e Mitigação de Impactos Ambientais. (Mais informações em www.abrolhos.org). A Universidade é um local onde se ensina porque se pesquisa (Carlos Chagas Filho)